Das sagas literárias que irão virar filmes!

Auuuuuu, caros leitores! Como estão/vão?

Hoje vim ter com vocês que gostam um cadinho de ler sobre fantasia e romance. Sim, você que está aí do outro lado da telinha, que viaja pelos mundos da literatura e acompanha as angústias, felicidades e loucuras dos personagens e ainda não sabia se aquela história guardada do lado esquerdo do peito seria adaptada para as telonas, vem cá saber mais.

aselecaopromo

  • “A Seleção”:

Depois de muitas tentativas, de uma possível gravação e de um burburinho sobre uma série televisiva a saga “A Seleção” da nossa querida Kiera Cass que já esteve aqui no Brasil, inclusive em Fortaleza, irá para as telonas. Sim, caros leitores, vocês não leram errado. Aprumem os tambores porque a América vem aí. A Warner Bros comprou os direitos cinematográficos da autora. Reza a lenda que o roteiro será feito por Katie Lovejo e nada além disso foi decidido ainda, mas, sim, vai ter filme. Uma prece, por favor!

Já finalizei minha leitura da saga e em breve irei compartilhá-la aqui. Contudo, de antemão, gostaria de saber quem aqui já leu A Herdeira? Gostou? Ainda não li, talvez seja receio de como o enredo será/foi conduzido, uma vez que já foi bastante explorado.


destaque-cronica-do-matador-rei-lionsgate

  • “As Crônicas do Matador do Rei”:

Sim, o universo fantástico criado por Patrick Rothfuss ganhou uma tremenda liberdade de adaptação audiovisual através de uma proposta da Lionsgate (é, aquela danada que é a mesma das franquias Jogos Vorazes, Divergente, Crepúsculo e por aí vai). Para quem não sabia, o Rothfuss não tinha nenhum interesse que suas obras se transformassem em séries grandiosas da televisão. Na verdade, chegou até mesmo a compartilhar o sentimento em seu blog pessoal. No entanto, a proposta da Lionsgate balançou o autor que agora pede aos fãs de seus escritos que comemorem e se sintam felizes… Ah! e que não se preocupem, ele pretende acompanhar todo o processo de perto.

Sou suspeita para falar já que simpatizo demais com o universo. Então, só espero que o resultado seja satisfatório, o que acho difícil.


p170996_p_v7_ak

  • “Fronteiras do Universo”:

Genteeee, a trama da série literária Fronteiras do Universo ou A Bússola de Ouro (filme lançado em 2007) vai virar série televisiva. Sim, pode gritar e pular. Eu fiquei de cara com a notícia e estou super ansiosa para ver aonde isso vai dar. Conheci o Philip através do filme que infelizmente não teve continuação devido a baixa bilheteria e fiquei encantada com os temas abordados nos livros da saga Fronteiras do Universo. Tem de tudo um pouco, fantasia, física, filosofia, teologia e o que falar da ideia espiritual dos “Daemons”? Genial! E o que falar sobre a pequena grande Lyra? Tá aí uma menina arretada de baum! A BBC anunciou recentemente que será uma minissérie de 8 episódios baseada nos três livros lançados por Philip Pullman, A Bússola de Ouro, A Faca Sutil e A Luneta Âmbar.


perdida1

  • “Perdida”:

É claro que não poderia faltar um anúncio que diz respeito a nossa terrinha brasileira. Carina Rissi confirma e responde em seu próprio site que a Amberg Filmes fez o convite para produzir e estrelar a trama nas telonas e que a autora aceitou na hora, é claro. De acordo com ela, está participando do roteiro junto a Luca Amberg e o desenrolar depende dos patrocinadores.

Procurei reunir mais informações sobre, mas não consegui muito. O importante é que a autora é bacana e está mantendo os leitores inteirados a respeito de qualquer novidade.


Minha gente, dei uma passadinha rápida para compartilhar essas notícias porque elas aqueceram meu coração. E devo dizer novamente que ando sumida mesmo e me desculpem, mas estão acontecendo muitos rebuliços por essas bandas da floresta e tá difícil de eu estar por aqui mais vezes.

Espero que esse quadro se reverta para eu voltar a puxar a manga de todo mundo aqui, interagindo e fazendo perguntas sobre os posts.

Tenham um domingo e uma semana de luz!

Beijos, beijos a loba da vez.

Anúncios

Cinco livros nacionais que já lançaram e eu ainda preciso ler!

Uivos de animação, leitores! Início de semana, de volta a rotina, mas nada de desânimo. Pelo contrário, vamos alimentar positividade ao longo dessa semana e não vamos nos ater a pequenas coisas que podem destruir o nosso dia, certo?

Bom, nesse espírito, venho aqui dar um puxão de orelha em mim e compartilhar com vocês cinco livros da literatura Brasileira que já foram lançados e que valem a pena ser lidos. E o motivo? Somos leitores e precisamos aprender a valorizar aquilo que é nosso, não é mesmo?

Vamos a listinha? (a ordem não segue nenhum critério)

1. O Inverno das Fadas

Carolina Munhóz.

Carolina Munhóz.


Escrito por Carolina Munhóz e segundo livro publicado (conhecido) da autora brasileira, O Invernos das Fadas tem 344 páginas e alterna entre dois mundos. Um é o nosso, especificamente, no Reino Unido e o outro é uma terra das fadas, FairyLand, localizado em outra dimensão. Como a gente bem sabe, a Carol Munhóz já é conhecida e tem feito bastante sucesso com o seu último livro publicado em parceria com a atriz Sophia Abrahão, O Reino das Vozes Que Não se Calam, é fã assumida de Harry Potter, fez parte do website Potterish e publicou seu primeiro livro, A Fada, em 2009.

Capa do livro O Inverno das Fadas.

Capa do livro O Inverno das Fadas.

Sinopse: “EXISTEM PESSOAS NORMAIS em nosso planeta. Homens e mulheres simples que nascem e morrem sem deixar uma marca muito grande ou mesmo significativa na humanidade. Mas existem outros que possuem talentos inexplicáveis. Um brilho próprio capaz de tocar gerações. Como eles conseguem ter esses dons? De onde vem a inspiração para criar trabalho maravilhosos? São cantores com vozes de anjos, artistas com mãos de criadores e escritores imortais.

Existe uma explicação para isso.

Sophia é uma Leanan Sídhe, uma fada-amante, considerada musa para humanos talentosos. Ela é capaz de seduzir e inspirar um homem a escrever um best-seller ou criar uma canção para se tornar um hit mundial. A fada dá o poder para que a pessoa se torne uma estrela, um verdadeiro ícone, ao mesmo tempo em que se aproveita da energia do escolhido para alimentar-se.

Causando loucura.

E MORTE.”

Fada sempre foi um ser deveras intrigante e inspirador para mim. Ter uma história com personagem principal representando a imagem desse ser e ainda inserida numa realidade bem atual, onde temos várias referências as artistas do mundo da música é convidativo, certo? Sem falar que a arte da capa é muito bonita e o título também tem seu potencial.

2. Belleville

Felipe Colbert.

Felipe Colbert.


Belleville foi o livro sucesso de Felipe Colbert, quem publicou seu primeiro livro em 2008 e atua no mercado literário de diversas formas, possuí 304 páginas de pura emoção e com um enredo que conta com um elemento diferencial: viagem no tempo. Publicado em 2014, foi o livro mais vendido no estande da Novo Conceito na Bienal do mesmo ano.

Capa do livro Belleville.

Capa do livro Belleville.

Sinopse: “Se pudesse, Lucius aterrissaria em 1964 para ajudar Anabelle a realizar o grande sonho do seu falecido pai! De quebra, ajudaria a moça a enfrentar alguns problemas muito difíceis, entre eles resistir à violência do seu tio Lino. Claro que conhecer de perto os lindos olhos verdes que ele viu no retrato não seria nenhum sacrifício…

Sem conseguir explicar o que está acontecendo, Lucius inicia uma intensa troca de correspondência com a antiga moradora da casa para onde se mudou. Uma relação que começa com desconfiança, passa pelo carinho e evolui para uma irresistível paixão – e para um pedido de socorro…”

Que sinopse é essa? Revela dilemas, um possível romance e muito mistério. Viagem no tempo é, sem dúvidas, um dos meus preferidos assuntos e gosto de ver os diferentes modos que os escritores e roteiristas encontram para viabilizar tamanha façanha. Confesso que não conheço a escrita de Felipe Colbert, mas ele tem remexido meu coração com esse livro. É integrante da minha meta de leitura desse ano com toda a certeza.

3. Tenshi: Um anjo sem asas

Luciane Rangel.

Luciane Rangel.

Segundo projeto publicado da autora Luciane Rangel, visto que o primeiro é uma saga, Guardians, que conta com três volumes, Tenshi é uma narrativa inspirada na cultura japonesa e vista por muitos como um manga em formato de livro. Publicado em 2014, o livro conta com 300 páginas e variadas emoções. Conheci o livro e a autora através de outra autora brasileira e desde então sigo a Luciane Rangel em todas as redes sociais. Ela é um amor, participa de projetos de incentivo a leitura e tem uma ótima relação com seus fãs.

Capa do livro Tenshi: Um Anjo sem Asas.

Capa do livro Tenshi: Um Anjo sem Asas.

Sinopse: “Tenshi – Seria ele um anjo?

Que outra explicação teria para aquele garoto surgir do nada em seu caminho, caído, ferido, frágil e desmemoriado, bem na noite de um tradicional festival?

Ao encontrá-lo, a possibilidade de ajudá-lo se torna um escape para Umi, uma adolescente que enfrenta no dia a dia as dificuldades de ser diferente.

E assim ela acaba, sem perceber, se envolvendo em um novo sentimento. Enquanto se esforça para descobrir quem é o misterioso garoto desmemoriado, os acontecimentos inesperados daquele verão também levam Umi a descobrir mais sobre si mesma.”

4. A Profecia de Hedhen

Cristina Aguiar.

Cristina Aguiar.

Olha aí uma autora da minha terrinha na lista, ô orgulho! A Profecia de Hedhen é o primeiro livro publicado da autora Cristina Aguiar e, portanto, “um sonho realizado”. Possui 450 páginas e conta com um arsenal incrível de personagens. Sem falar que o enredo se passa num reino fictício, uma espécie de distopia do mundo criado pelo autora. Conheci o livro através da Editora pela qual foi publicado, Modo Editora, e já fiquei super interessada pela história. Imagina quando descobri que a Cristina é da minha terrinha? Só aumentou a vontade de ler.

Capa do livro A Profecia de Hedhen.

Capa do livro A Profecia de Hedhen.

Sinopse: “Os Tronos eram forças que reinavam nos dias antigos com o título de “Luminares”, e através deles, a luz era derramada por todos os povos, espalhando sua sabedoria, justiça e paz. Mas as trevas, infelizmente, começaram a entrar naquele mundo e corromper os corações. Os Tronos foram enfraquecendo, e para manter a esperança eles criaram a Profecia, antes que sua luz fosse apagada de vez. A Profecia falava do retorno dos Tronos em dias futuros, onde este já seria dominado pelas trevas. Os três sinais dos “Luminares” estariam marcados nos corpos daqueles destinados a receber essa luz ancestral e poderosa. Dos três, um deveria assegurar o cumprimento dessa Profecia, sem se importar com as consequências; o outro deveria sacrificar a própria vida em troca da vitória; apenas um permaneceria oculto para sua própria segurança, pois em suas mãos repousaria o Cetro de Luz, símbolo dos antigos Tronos.
Será que essas três pessoas, portadoras dos poderosos sinais, teriam forças para lutar contra o mal e trazer de volta a sabedoria, justiça e paz dos dias antigos?”

5. Perdida

Carina Rissi.

Carina Rissi.

Segunda publicação da autora Carina Rissi através da Editora Verus, Perdida é um livro de romance que entrelaça duas épocas diferente de um mesmo mundo. Já deu para perceber que mais uma vez temos o tema de viagem no tempo? Pois é, eu disse que era fascinada.
Li Procura-se um Marido, publicado em 2012, e gostei da escrita jovial da autora. Quando vi o Livro, Perdida, nas prateleiras de um livraria, fiquei ávida em levá-lo comigo, contudo, havia ido ali para conquistar outra obra, então, deixei o livro para uma outra oportunidade.

Capa do Livro Perdida.

Capa do Livro Perdida.

Sinopse: “Sofia vive em uma metrópole e está acostumada com a modernidade e as facilidades que ela traz. Ela é independente e tem pavor à mera menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são aqueles que os livros proporcionam. Após comprar um celular novo, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século dezenove, sem ter ideia de como voltar para casa – ou se isso sequer é possível. Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de retornar ao tempo presente, ela é acolhida pela família Clarke. Com a ajuda do prestativo – e lindo – Ian Clarke, Sofia embarca numa busca frenética e acaba encontrando pistas que talvez possam ajudá-la a resolver esse mistério e voltar para sua tão amada vida moderna. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos…”

Estão aí cinco opções que mesclam fantasia e romance. Tem gosto para todos nessa listinha, não é mesmo? O post ficou um pouco extenso, mas espero que vocês tenham gostado. Se já leram, podem comentar a opinião de vocês sem dar spoiler, que ainda vou ler, ok? Se não, comentem do mesmo jeito para aumentar a vontade de ler. Uma ótima semana, lobas.

Beijos, beijos a loba da vez.