Sobre

“Era uma vez uma loba enrustida. Costumava vagar por suas próprias ideias, ficar perdida no tempo e desativar o mundo real para se aventurar em suas próprias ideologias fantásticas. Quando pequena, não tinha consciência de seu espírito ou natureza. Não sabia que era realmente uma loba. No entanto, enquanto a vida lhe obrigava a crescer, uivos e mais uivos ficavam engasgados em sua garganta, suplicando para vir à tona. Numa tarde primaveril, o espírito preencheu seu corpo por inteiro e, finalmente, transbordou. Intrigada e receosa com a natureza selvagem que a invocava, ela partiu em busca de respostas e novas descobertas. Visitou mestres por semanas, compartilhou vivências e conheceu novas matilhas. Embora ainda não soubesse lidar exatamente com todas as significações de ser quem é, ela se arriscou e ainda se arrisca. Afinal, não foi presenteada com o dom de viver apenas para existir. Então, deixou de lado os preconceitos, o fantasma da insegurança e decidiu que seria a loba da vez. Para isso, criou um blog para compartilhar suas ideias, opiniões, seus recentes trabalhos como escritora e a saga de suas descobertas ao longo da vida.”

Quem acaba de vos contar esta pequena história é tímida demais para falar em primeira pessoa (ainda). A tal da loba é Tamires Branu, um pseudônimo nada criativo escolhido para mascará-la, enquanto ela se atreve a contar histórias. Natural de Fortaleza-CE, é aluna do curso de Letras/Português na Universidade Estadual do Ceará, mas também é leitora, fantasista, cheia de dicotomias e recentemente descobriu que é intolerante à lactose e celíaca. Louca por animais e pela família. Prática yoga, escuta música, lê, caminha pelos bosques e escreve para manter a mente sã. Não gosta de explicar o motivo de suas preferências, pois faz parte de quem ela é.

Gosta de conhecer de tudo um pouco, desde a medicina a lendas e mitos de culturas espalhadas pelo mundo todo. Não dispensa conversas longas ou filmes que podem lhe fazer refletir acerca desse negócio louco que é a vida. Recentemente, descobriu o estudo do sagrado feminino e é o seu mais novo salto para o conhecimento. Embora, nunca tenha saído da cidade em que nasceu, vontade é que não falta de se aventurar pelos lugares belos e recônditos do mundo. Nos últimos dias, foi convidada a integrar a coluna de contos do site Intocados, onde publica contos de diversas categorias: fantasia urbana, dark fantasy, sci-fi, terror e etecéteras.

Se deixar, ela vai escrever mais, então se limita a agradecer a qualquer um que tenha parado para ler essas palavras.

Anúncios

12 comentários sobre “Sobre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s