Inspiradicas: 5 bandas/artistas que te deixam com a alma mais leve!

Auuuuu….Uivos de sexta-feira para todos!
No post de hoje decide fazer uma pequena, singela e complicada (sim, foi muito difícil escolher!) lista de bandas que mesclam água e fogo nas batidas e te deixam com aquela leve sensação de flutuar. Sem falar na nostalgia que dá. Calma que não é da ruim, pelo contrário, é da boa. É de querer colocar o som no último volume e sentir o vento bater no rosto quando se está em alta velocidade. Não para provar da adrenalina, mas para contemplar.

Também é música para balançar o esqueleto, pensar, refletir, sentir-se em paz e vez ou outra derramar uma lágrima.

Vamos a listinha: (a ordem não tem nenhum caráter classificatório)

1. Angus & Julia Stone é um dueto formado por dois irmãos, Angus Stone e Julia Stone, que se formou em 2006 em Sidney, na Austrália. Os irmãos Stones sempre cantaram separadamente e cresceram incentivados pelo pai, quem tocava em bares locais. No entanto, os dois sempre apoiaram um ao outro nas suas músicas individuais e decidiram somar os talentos artísticos. Após se mudaram para Londres, os dois trabalharam na estrutura e harmonia das músicas para lançar o primeiro álbum, Chocolates & Cigarettes, pela gravadora EMI. Em 2008, o segundo álbum, A Book Like This, foi lançado e os irmãos Stones começaram a ser conhecidos a nível mundial. Após o lançamento do álbum, Down The Way, em 2010, que estreou em primeiro lugar nas paradas musicais de Austrália, os irmãos decidiram interromper o dueto para seguir carreiras separadamente. Ambos lançaram álbuns solos, e em 2014 decidiram se unir novamente para lançar o terceiro álbum como um dueto, Angus & Julia Stone.

Meu primeiro contato com o dueto foi através da trilha sonora de Revenge que conta com a maravilhosa música For You. Fiquei totalmente envolvida com a voz de Julia e fui pesquisar sobre os irmãos. Acabei baixando os três primeiros álbuns e ficando viciada na melodia serena, leve e entorpecente dos dois. Aos poucos fui descobrindo que dava até para mover o esqueleto, saltitar e sorrir sozinha diante de algumas músicas. Outras me trouxeram tanta nostalgia que chegaram a me confortar muitas vezes.

Angus & Julia Stone – A Heartbreak:

Angus & Julia Stone – From the Stalls:

Angus & Julia Stone – Draw Your Swords:

P.S: Eu realmente fiquei muito tentada a colocar mais músicas do dueto aqui, eu sou simplesmente apaixonada por eles!

2. The Lumineers é uma banda de folk rock formada em Nova Jérsei no ano de 2005. Contudo, foi apenas em 2012, após lançar o primeiro single, Hey Ho, que a banda veio à tona e acabou agradando a muita gente. Formada por Wesley Schultz na voz e guitarra, Jeremiah Fraites na bateria, e Neyla Pekarek no violoncelo, bandolim, piano e voz. No mesmo ano, eles lançaram o álbum de estreia pela Dualtone Records, que lhes rendeu um disco de ouro e a colocação entre os dez mais vendidos nos Estados Unidos, no Canadá e no Reino Unido. No final de 2013 embarcaram na sua primeira turnê.

Confesso que tive dificuldade de encontrar mais informações sobre a banda em português. Fiz uma pesquisa rápida em inglês, porém não encontrei nada muito relevante. Como a maioria fiquei encantada com o primeiro single da banda e foi só. Até que minha prima me apresentou a outras canções do grupo e eu acabei me apaixonando. Escutei o álbum de estreia e separei várias canções para as minhas playlists. São músicas leves, selvagens e que mesclam alguns gêneros musicais. Alguns solos de violão nos fazem querer viajar, enquanto outros nos fazem querer se apaixonar.

The Lumineers – Ho hey:

The Lumineers – Stubborn Love:

The Lumineers – Flowers in your hair:

3. Bon Iver é um banda norte-americana, liderada e fundada por Justin Vernon no ano de 2007, em Wisconsin. O nome da banda é uma mescla de palavras francesas que significam “bom inverno”. O som da banda é formado por múltiplas harmonias, vocais e elementos musicais que tornam a banda mais próxima de músicas instrumentais. Verdadeiramente, a banda geralmente é difícil de ser apreciada logo de cara por muita gente. Mas acredito que isso aconteça pela razão de que as pessoas levam um certo tempo para se adaptar e perceber a profundidade que há em suas composições. Certa vez li em algum lugar que Justin Vernon havia dito que não queria ser apenas um cara com um violão. Bem, na minha humilde opinião, acredito que ele conseguiu, pois é muito mais.

São músicas que nos fazem embarcar numa atmosfera de filme, irrealidade, ficção. No entanto, ao mesmo tempo, parecem traduzir perfeitamente muitos dos sentimentos que não conseguimos explicar. O som é um bom aliado de corações partidos e de momentos em que buscamos serenidade.

Bon Iver – Rosilyn:

Bon Iver – Holocene:

Bon Iver – For Ema:

4. Iron & Wine é o nome artístico utilizado pelo cantor e compositor americano Sam Beam. O primeiro álbum como Iron & Wine foi lançado em 2002, intitulado “The Creek Drank the Cradle”, pela gravadora Sub Pop.

Mais uma vez as trilhas sonoras me proporcionam verdadeiros achados. Fiquei muito comovida com o sentimento de tristeza e saudade claramente evidenciados pelas batidas lentas, tocantes e que te fazem realmente embarcar numa atmosfera melancólica. Algumas músicas sugerem aquele ar de manhã calma, em que as coisas parecem certas e satisfatórias, quando levantamos certos de que será um ótimo dia.

Iron & Wine – Boy with a Coin:

Iron & Wine – Each Comming Night:

Iron & Wine – Flightless Bird, American Mouth:

5. Daughter é uma banda de folk rock que teve inicio em 2010. Originada em Londres e formada por Elena Tonra, inicialmente como artista solo, acabou por se tornar um trio, após as audições de Igor Haefeli, na guitarra, e Remi Aguilella na bateria. Em 2011 lançaram o primeiro álbum, His Young Heart, que conta com apenas quatro músicas. Mais tarde chegou o segundo álbum, The Wild Youth, com mais quatro músicas inéditas, entre elas, Medicine, música integrante da trilha sonora da série de televisão The Vampire Diaries.

É um banda pouco conhecida e não há muitos registros dela em português, apesar das músicas da banda estarem presente em muitas trilhas sonoras de seriados de TV. As músicas mesclam guitarra e violão trazendo muita paz a alma e aquele caro sentimento de profundidade que nos deixam totalmente entorpecidos. A voz da Elena tem um ar indie, mas é deliciosa de se ouvir e nos deixa meio que extasiados.

Daughter – Still:

Daughter – Medicine:

Daughter – Home:

Lobas, desculpem pelo post longo, mas eu precisava compartilhar esse espírito leve que tais músicas nos proporcionam. No post de hoje procurei contemplar as bandas/artistas mais recentes, contudo, não podia deixar de lado Iron & Wine, já que o artista é um referência na música folk. Também não é coincidência todas as escolhas serem consideradas folk music. Na verdade, acredito que batidas indie e folk possuem a leveza e a capacidade de nos transportar para dentro de nós mesmos ou para qualquer lugar em que se sinta bem. É isso! Já falei demais. Espero que tenham gostado!

Beijos, beijos a loba da vez.

Anúncios

7 comentários sobre “Inspiradicas: 5 bandas/artistas que te deixam com a alma mais leve!

  1. Valeu pelo texto, destes só conheço de fato Iron & Wine mesmo. As demais sugestões estão devidamente anotadas!

    Tenho ouvido muito ultimamente um cantor inglês chamado Sam Garrett. Ele tem um jeito de cantar que lembra um pouco o Bob Marley, e todo um senso de espiritualidade que permeia as suas canções.

    Também Kings of Convenience tem tudo a ver com Iron & Wine e (suponho) com os outros artistas da sua lista. Inclusive faz tempo que não ouço, vou até matar a saudade no Spotify agora. Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s